O Choro Maligno

Poema da nossa autora Bartira Mendes:


O Choro Maligno


É aquele
Que embaça a vista
Que cria um bolo na garganta
Que te impedem
De respirar.
O choro maligno
É o que vem com as palavras
Que levam a remoer
A dor da falta de afeto
Na crueldade do individualismos em que vivemos.
Num mundo onde os dias e as horas
Parecem terem pressa para o calendário mudar
O choro maligno
É o que cala a voz
No medo de esquecer o passado
E viver o presente
E desejarem o futuro.
O choro maligno
É o que vem
Com a frieza dos olhares
Da falta dos abraços apertados
E do sorriso sincero
Que já não se vê mais.
O choro maligno
Travam guerras, conflitos interiores
Que sangram
Pela falta de humanidade
Pela falta de amarmos ao outro
Como a si próprio.
O choro maligno
Vem da alma
Transita pelo corpo
E fecham corações
Que só querem amar.
Sentimentos de perdas
Que à muitos, impedem de sonhar
De viver
E de amar.


Bartira Mendes


Visite a página da poetisa, escritora e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.facebook.com/bartiramendesrespirandopoesia/


#visite #página #facebook #Respirando #poesia #poema #poetisa #Bartira #Mendes #letras #literatura

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MEU BOTÃO DE AZALEIA . Poesia . Júnio Liberato

NOSSOS CONTATOS

ARTE-ENLEVO . Abordagem de Análise Estética e Filosófica . Mauricio Duarte