Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2021

MEU BOTÃO DE AZALEIA . Poesia . Júnio Liberato

Imagem
  MEU BOTÃO DE AZALEIA Poesia Júnio Liberato "Meu Botão de Azaleia" são poemas que escrevo para mostrar minha experiência de vida, como vejo as coisas. Em meus versos busco usar o carisma, a simplicidade e levar, quem sabe, um pouco de sabedoria para você! Quero também mostrar que a arte da poesia é uma forma de você não se sentir só neste mundo caótico em que vivemos. A arte tem seu poder! Júnio Liberato - autor 100 páginas 14,8 x 21 cm capa colorida miolo PB Piranga 2021 Publicação Independente ISBN: 978-65-00-24319-2 Preço: R$ 42,00 + FRETE dos correios Adquira este livro pelo pag seguro: https://pag.ae/7XkzeZmHL Ou adquira este livro realizando um depósito na conta corrente: Titular: Mauricio Antonio Veloso Duarte Banco: Banco do Brasil Agência: 2899-1 Conta corrente: 58.703-6 ou Titular: Bartira Mendes Costa Caixa Econômica Agência: 0194 Operação : 001 Conta corrente: 00027316-8 Após o depósito envie o comprovante de depósito com nome completo e seu endereço para: dua

O vento mudou ou fomos nós?

Imagem
  Academia Virtual de Letras António Aleixo Patrono: Frei José de Santa Rita Durão Acadêmico: Mauricio Duarte Cadeira: 39 Acadêmico Vitalício O vento mudou ou fomos nós? Estranho como o vento mudou... Estão todos imaginando. O barco não vai ao horizonte. O barulho do mar não se ouve. Estrelas à noite não há. Tudo plástico e dura pouco. Este vento é que não é igual ao antes Está selvagem (sempre foi?) Caleidoscópio do hoje atual. Nada se coaduna com nada. Nós somos a pedra e a flor ainda. Mas o vento não; o vento mudou... Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)